REFLEXÃO IMPORTANTÍSSIMA- O EU, O OUTRO E O NÓS

TEMPO DE LEITURA: 3 MINUTOS

Para saber o que são os Campos de Experiências acesse https://fernandaclimaco.com.br/o-que-sao-os-campos-de-experiencias/. E sigamos nas aprendizagens de campo a campo! Neste artigo aprenderemos sobre um campo que dialoga com todos os outros e reafirma a ideia de intercomplementariedade.

O campo de experiências: O Eu, o Outro e o Nós, reúne as experiências relacionadas à construção da identidade individual e coletiva da criança. Ao mesmo tempo que valoriza o EU singular, suas individualidades e promove a construção da autonomia, convoca a construção do ser coletivo, que conhece e reconhece o OUTRO, respeita suas particularidades  e a partir dos encontros busca pela constituição do NÓS.

Como isso acontece?

É na interação com os pares e com adultos que as crianças vão constituindo um modo próprio de agir, sentir e pensar e vão descobrindo que existem outros modos de vida, pessoas diferentes, com outros pontos de vista. Aqui, prioriza-se a construção de relações que devem ser permeadas por interações positivas, apoiadas em vínculos profundos e estáveis com os adultos e outras crianças.

E ao mesmo tempo que vivem suas primeiras experiências sociais, desenvolvem autonomia e senso de autocuidado.

Esse Campo também destaca experiências relacionadas ao desenvolvimento do sentimento de pertencimento a um determinado grupo, o respeito e o valor atribuído às diferentes tradições culturais é um campo em profundo diálogo com a família e com a comunidade. Essa parceria só faz bem, integra e faz crescer!

E na prática?

Os campos não são áreas isoladas, não devemos trabalhar como se fossem disciplinas: agora vou trabalhar esse campo! Não!  Não é essa a proposta! Os campos são intercomplementares, nunca devem aparecer isolados no planejamento. São muitas as possibilidades de olhar para esse Campo em relação aos outros e dessa maneira ter uma prática mais coerente e completa na Educação Infantil.

Portanto, partir dos interesses da criança (não do seu desejo de adulto) e considerar o espaço a ser utilizado, bem como os materiais e tempos são as primeiras coisas a serem pensadas. Lembrar que as brincadeiras e interações são os eixos do currículo também ajuda a planejar com mais sentido.

-Na prática com bebês e crianças de 0 a 2 anos: trabalhar com cestos de tesouros, espelhos e objetos do cotidiano.

-Na prática com crianças de 2 a 5 anos: organizar espaços de faz de conta e jogo simbólico e brincadeiras, projetos que incluam as famílias e a construção de memórias da infância.

5 dicas de ouro para Professoras(es) da Infância:

  1. Estudar, conhecer bem sobre o desenvolvimento da criança e exercitar diariamente uma escuta atenta e um olhar sensível para acompanhar as crianças em suas interações, curiosidades e descobertas. A prática de estudos e o exercício ajudam a observar, escrever, refletir, planejar e agir com intencionalidade pedagógica.
  2. Construir e fortalecer os vínculos afetivos acolhendo as crianças em todos os momentos e incentivando formas de conhecer e lidar com os sentimentos (raiva, birra, choro, dor, ciúmes, apatia, entre outros.)
  3. Organizar espaços onde as crianças se reconheçam, com desenhos e produções delas, nada de desenhos estereotipados e feitos por adultos.
  4. Criar organizações, com as crianças, dos seus pertences e dos materiais da sala e da escola. Elas podem ajudar a preparar espaços, guardar, organizar com autonomia pequenas coisas do cotidiano como por exemplo, os brinquedos, os objetos do lanche, seus sapatos, entre outras coisas.
  5. Viver um cotidiano simples e verdadeiro na escola, com intencionalidades e sentidos. E lembrar de oportunizar a ação da criança. Ela está em primeiro lugar na escola, sempre.

Vamos continuar nossa conversa sobre os Campos! Quer saber mais sobre a BNCC na Educação Infantil?

Vem que eu te ajudo!

Fonte e mais detalhes: https://fernandaclimaco.com.br/

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.