O que é ser alfabetizado e letrado? Definições a serem consideradas

Definições a serem consideradas no processo que envolve o  alfabetizado e o letrado, definições que são de suma importância levando em conta que os temas parecem distintos porém necessário para o bom desenvolvimento do aluno. Segue abaixo as concepções desse tema importantíssimo:

1 O QUE É SER ALFABETIZADO E LETRADO?
PEDAGOGIAPROFª MS. GIANE MOTA

2 APROPRIAÇÃO DA ESCRITA – envolve:
CONCEITOS APROPRIAÇÃO DA ESCRITA – envolve:– domínio do sistema alfabético/ ortográfico da língua escrita (ALFABETIZAÇÃO)-compreensão e uso efetivo e autônomo da língua escrita em práticas sociais diversificadas(LETRAMENTO)

3 ALFABETIZAÇÃO- Processo específico e indispensável de apropriação do sistema de escrita ( código:grafema x fonema) que possibilitem ao aluno ler e escrever com autonomia

4 LETRAMENTO Processo de inserção e participação na cultura escrita.
Tem início quando a criança começa a conviver com as diferentes manifestações da escrita na sociedade (placas, rótulos, embalagens comerciais, revistas etc.) e se prolonga por toda a vida, com a crescente possibilidade de participação nas práticas sociais que envolvem a língua escrita, como a leitura e redação de contratos, de livros científicos, de obras literárias, por exemplo.

5 Conclui-se, portanto que
O termo letramento foi criado, portanto, quando se passou a entender, que nas sociedades contemporâneas é insuficiente o mero aprendizado das “primeiras letras”, e que se integrar socialmente hoje, envolve também “saber utilizar a língua escrita nas situações em que esta é necessária, lendo e produzindo textos”.

6 Logo…Não se trata de escolher entre alfabetizar ou letrar, trata-se de alfabetizar letrando.

7 Sugestões da autora- O processo de integração da alfabetização e letramento em sala de aula vai se organizar em torno de quatro componentes do aprendizado da escrita:1) a compreensão e valorização da cultura escrita;2) a apropriação do sistema de escrita;3) a leitura;4) a produção de textos escritos.

8 1. Compreensão e valorização da cultura escrita.
Ter clareza quanto à diversidade de usos e funções da escrita e às incontáveis possibilidades que ela abre é importante tanto do ponto de vista conceitual e procedimental, para que o aluno seja capaz de fazer escolhas adequadas, ao participar das práticas sociais de leitura/escrita,quanto do ponto de vista atitudinal, porque o interesse e a própria disposição positiva para o aprendizado tendem a se acentuar com a compreensão da utilidade e relevância daquilo que se aprende.

9 Por isso é que esse conhecimento deve ser:
trabalhado didaticamente em sala de aula, oferecendo possibilidades para que os alunos observem e manuseiem muitos textos pertencentes a gêneros diversificados e presentes em diferentes suportes.o trabalho deve orientar a exploração desse material, explicitando informações desconhecidas, mas sem deixar de valorizar os conhecimentos prévios das crianças e de favorecer deduções e descobertas.Essas práticas terão repercussão positiva no processo de apropriação do sistema de escrita, mas também, e principalmente, na leitura e na produção de textos escritos.

10 2. Apropriação do sistema de escrita.
O alinhamento e a direção da escrita, bem como a função de segmentação dos espaços em branco, são conhecimentos básicos indispensáveis, que muitos aprendizes iniciantes podem não ter tido oportunidade de observar e identificar como convenções a serem seguidas.

11 Um procedimento útil para familiarizar os alunos com as marcas de segmentação da escrita no começo do processo de alfabetização, é o de ler em voz alta para as crianças, apontando cada palavra lida e os sinais de pontuação no final das frases.Outra maneira de trabalhar nesse sentido é, ao fazer a leitura oral em sala de aula, solicitar que os próprios alunos identifiquem os diferentes marcadores de espaço (espaçamentos entre as palavras, pontuação e parágrafos).A exploração desses marcadores, aliada ao processo de leitura, permite que os alunos descubram diferenças entre a segmentação da fala e a da escrita,

12 Outra capacidade inicial imprescindível é conhecer e compreender o alfabeto:
(i) identificar e saber os nomes das letras, entender que o nome de cada letra tem relação com pelo menos um dos fonemas que ela pode representar na escrita(ii) compreender que as letras desempenham uma função no sistema, que é a de preencher um determinado lugar na escrita das palavras.

13 A apresentação de todas as 26 letras, seguindo a ordem alfabética, pode facilitar ao aluno uma visão do conjunto, a compreensão do todo e a distinção de cada letra,Pode-se propor aos alunos iniciantes a produção de textos simples (etiquetas, crachás, listas), de modo a possibilitar-lhes, por um lado, operar direta e produtivamente com a categorização gráfica e funcional das letras e, por outro, experienciar a escrita de textos que têm efetiva aplicação e utilidade na vida social.

14 3. Leitura.Abrange desde capacidades desenvolvidas no processo de alfabetização “stricto sensu” até capacidades que habilitam o aluno à participação ativa nas práticas sociais letradas que contribuem para o seu letramento.

15 Ler com compreensão inclui
A compreensão linear e a capacidade de fazer inferências.A compreensão linear depende da capacidade de construir um “fio da meada” que unifica e inter-relaciona os conteúdos lidos, compondo um todo coerente.Por exemplo, ao acabar de ler uma narrativa, ser capaz de dizer quem fez o quê, quando, como, onde e por quê.Já a capacidade de produzir inferências diz respeito ao “ler nas entrelinhas”, compreender os subentendidos, os ‘não ditos’, à realização de operações como associar elementos diversos, presentes no texto ou que fazem parte das vivências do leitor, para compreender informações ou inter-relações entre informações que não estejam explicitadas no texto. Mais sobre esse tema aqui…

Fonte e texto: http://slideplayer.com.br/slide/

Comments

comments

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: