Não é professor de Português? Confira os 10 erros mais comuns da matéria

Confira os 10 erros mais comuns da matéria

POR JOTTA CLUB

Nem sempre todos os professores manjam 100% da matéria central das escolas, o Português. Não é necessário que professores de outras matérias domine, mas é importante que saiba os principais tópicos.
É inevitável escrever no quadro, no caderno e em qualquer outro lugar de visibilidade pública, e aposto que você não quer fazer feio.
O Português possui diversas regrinhas que é bem cansativas de serem seguidas, mas separamos os erros mais comuns da matéria, isso no quesito de ortografia e significado das mesmas.
O foco deste artigo é para professores que NÃO SEJAM de português, para assim ficarem atentos aos principais erros. Confira conosco.

“Mal” e “mau”
Pronúncias idênticas, não é? Mas existe uma diferença entre ambos. Mau com U é um adjetivo, e do outro lado, mal com L pode ser advérbio ou substantivo.

“Há e “a”
Um deles é considerado verbo, o outro preposição. Todavia, sua pronúncia é totalmente idêntica. Todavia, é fácil compreendermos.
Há é utilizado para indicar o tempo passado, algo que já ocorreu. Já “a” é utilizado para marcar uma distância, de tempo ou de espaço.

“Haver” e “a ver”
O som é completamente igual, mas ambas palavras não possuem peculiaridades em comum. Haver, é um verbo. E a ver, significa uma semelhança ou não semelhança entre duas coisas.

Esse é o mais famoso “A gente” e “agente”
É bem fácil compreendermos esse, veja só. Se o a gente significar o mesmo que “Conosco, nós…” é separado, mas caso se refira aos agentes do FBI, e afins é junto.

“A fim” e “afim”
Afim separado possui significado de final, fim de algo, mas ligado a preposição “a”. E afim junto, é relacionado a semelhanças, gostos idênticos.

“Perca” e “perda”
É bem fácil de discernir esses. Perda é substantivo, já perca é verbo. Entretanto, se você puder colocar artigo antes “a perda” utiliza-se com o D. Caso não, é com C mesmo.

“Viajem” e “viagem”
Que zoado, né? Somente uma letra de distinção. Mas é o seguinte, viagem com G é substantivo, já viagem com J é verbo.
Deve-se utilizar o mesmo método do passado, se dá para utilizar artigo é com G.

“Seção” e “sessão”
Seção tem relação com alguma divisão que existe em determinado lugar. Já com “ss” é sempre referente a um evento que possui tempo pré-determinado.
Tipo cinema, reuniões… Aposto que lembrou da sessão da tarde, haha.

“Por que” e “porque”
Por que separado é utilizado em começo de frases, geralmente expressa indagações. Já o porque junto é para resposta, boa?

“Tem” e “têm”
É um erro comum, mas simples. Quando o verbo “ter” é conjugado na terceira pessoa do plural, ele leva o acento circunflexo (chapeuzinho).

Conclusão
Existe um universo de regras básicas de Português, mas abordamos os principais alvos que precisamos saber.
É sempre bom escrevermos bem, sabermos das regras pois é bem agradável “teclar” e conversar com pessoas que possuem um bom conhecimento da língua.

CURTAM NOSSA PÁGINA O professor e sua “missão “ E  Atividades Escolar para Professores  E COMPARTILHE ESSE ARTIGO ABAIXO:

 

Comments

comments

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.