Como identificar e lidar com alunos agressivos?

POR JOTTA CLUB

Com as últimas, tristes e alarmantes notícias, os alunos agressivos vêm se tornando uma situação cada vez mais complicada nas escolas brasileiras. As diversas investigações e o ambiente agressivo vem fazendo com que tudo se torne ainda mais difícil e complicado, resultando em um professor cada vez mais apreensivo.

Independente da idade, um aluno agressivo é um problema, que pode ir escalando com passar do tempo sem uma ação efetiva do professor. Outro ponto indispensável é a atenção da família ou das autoridades responsáveis no caso, sempre que necessário.

Quais são os pontos centrais da agressividade dos alunos?

Aluno agressivo geralmente tem problemas familiares, emocionais e psicológicos que devem ser verificados sempre por profissionais adequados, e sempre que esse tipo de situação for identificado em sala de aula, é importante deixar a direção e a secretaria ciente do ocorrido.

Além disso, é indispensável à criação de um espaço seguro para a livre expressão de todas as ideias construtivas dentro da sala de aula. Manter as regras bem claras sobre o banimento do discurso de ódio e o bullying.

Se com essas atitudes e uma postura firme, mas sem ser cruel, o aluno continuar criando problemas ou você perceber alguma situação de agressividade dentre os alunos, é importante tomar atitudes a respeito.

O limite da auto preservação

Existe um medo extremamente comum dos professores atualmente quanto aos alunos entrando armados dentro da sala de aula. É de suma importância, no papel de mediador, é interessante permitir que todos os alunos tenham uma conexão com você, mesmo os mais tímidos e menos expressivos, pois esses podem ser os mais perigosos.

Dessa forma, é importante manter a conexão com todos os alunos (dentro dos limites profissionais) e ajudá-los a entender quais são as melhores decisões morais da sua vida. Com essa construção, mesmo que um aluno tenha esse tipo de pensamento ou se ainda ele tivesse acesso a formas mais perigosas de causar dano às pessoas (como armas) ele vai pensar duas vezes.

Por outro lado, é importante não se arriscar pessoalmente na tentativa de “salvar” um aluno de problemas sérios. Isso significa saber exatamente quando é melhor chamar a polícia ou algo assim,mesmo que isso comprometa o futuro do aluno em questão.

Melhor isso do que conviver com um ataque à escola.

Você já teve algum problema com agressividade de alunos? Divida seus casos conosco!

Comments

comments

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.