Dicas práticas para se tornar um professor melhor

Todos nós possuímos vários e vários defeitos. E por muitas das vezes não conseguimos notar por conta própria, e digo o mesmo em relação às qualidades.
Um bom professor obviamente terá ambos, todavia, ele não pode deixar que seus defeitos pesem mais do que suas qualidades.
Algumas boas ações poderão mudar e muito sua relação com seus alunos e o aprendizado dos mesmos.

Visando isso, elaboramos um aglomerado de dicas que irá lhe ajudar a ser além de um profissional melhor, ser um professor melhor.

Não ponha limites ao âmbito escolar
Quem disse que um professor não deve se importar com a vida pessoal do aluno? Muita das vezes um bom aluno perde-se por diversos problemas em seu cotidiano, e na maioria dos casos o mesmo não possui nenhum suporte.
Ser um professor que vai além do âmbito escolar irá lhe destacar entre os demais, ajudar os alunos com questões da vida é algo de suma importância para o desenvolvimento do vínculo de respeito e sua aprendizagem escolar.
Muita das vezes o mesmo só precisa de um “Vai dar tudo certo”, para se sentir motivado e saber que não está sozinho.

Mescle conteúdos com a vida real para os alunos
Quem nunca escutou de um aluno a seguinte frase, “Eu nunca irei usar isso em minha vida mesmo”. Que tal você tentar desmitificar essa ideia abstrata que o aluno tem sobre determinadas matérias?
Isso será algo exclusivo seu! Preparou o conteúdo? Beleza, agora tenta achar vínculos entre situações do cotidiano que o aluno irá precisar ter tais conhecimentos que serão mostrados por intermédio seu.

O tempo passa! Aproveite-o.
Em sala de aula o tempo voa para os professores, embora para os alunos nem tanto.
Não seja aquele tipo de professor que passa metade da aula copiando, preparando o conteúdo e na hora de explicar já não dê mais tempo.
Muitos alunos irão gostar de não ter que escutar sua oratória sobre determinado assunto, todavia, os mais “atentos” poderão lhe interpretar mal, formulando diversas teses, dentre elas que você não tem domínio sobre mais matéria.

Não se limite!
Essa dica anda de mãos dadas com o tópico 2. Alguns alunos possuem mais aptidão em aprender por livros, outros por vídeos e outros por aula normal.
Se por ventura sua explicação não seja muito boa para alguns alunos, não se limite, INOVE!
Leve vídeos, cartolinas, músicas até que deixem determinado assunto bem claro para os alunos.
Um clássico exemplo é sobre o conteúdo de colonização do Brasil, temos uma música que é muito utilizada neste âmbito, “Índios – Legião Urbana”. Enfim, inove, não seja antiquado!

Encurte as rédeas
Um professor deve de fato ser amigo dos alunos, mas tudo na vida possuí um limite.
Não deixe que sua amizade estrague o professor que você é, mesmo nos momentos de descontrações tenha a sabedoria de discernir o momento exato de parar. Um aluno por mais “vândalo” que seja, não curte “professores alunos”.

Tenha metas
Não adianta começar o novo ano letivo sem metas, elabore metas para você e seus alunos, metas de evolução e afins.
Alguém que planeja algo sem metas com certeza irá falhar em determinado período, pois está apenas vivendo de forma aleatória, acredite, isso é ruim.

E por fim, motive-os.
A motivação é o combustível da alma, sempre diga para seus alunos que eles são os melhores e que irão conseguir alcançar seus sonhos, basta crê neles mesmos e não esperar que nada venha de mãos beijadas.

POR: JOTTA CLUB

CURTAM NOSSA PÁGINA  O professor e sua “missão “   E COMPARTILHE ESSE ARTIGO ABAIXO:

Comments

comments

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: