Alfabetizar letrando: os métodos de ensino

Como alfabetizar letrando? Com base nos estudos e pesquisas de hoje em dia, “Alfabetizar letrando” requer: Democratizar a vivência de práticas de uso da leitura e da escrita e ajudar o aluno a, ativamente, reconstruir essa invenção social que é a escrita alfabética.

Alfabetizar letrando: os métodos de ensino

Métodos surgem mediante a necessidade de se resgatar e selecionar algumas metodologias que pudessem nortear o caminho do professor a Como alfabetizar letrando.

Professor este alfabetizador, minimizando o insucesso no processo de alfabetização dos alunos e nos métodos para alfabetizar letrando.

Considerando que o fracasso escolar na alfabetização é um grande nó no processo educacional as buscas pelos métodos crescem a cada dia.

Como alfabetizar letrando

Tão importante quanto ensinar é saber como ocorre à aprendizagem, pois, conforme Demo (2004, p.13),

“A vida não é máquina mecânica, reprodutiva, mas construção e permanente reconstrução biológica e histórica, dotada de sujeito inalienável.”

Sendo assim, os educadores têm a responsabilidade de cuidar para que os alunos aprendam.

Hoje o desafio maior é “Como alfabetizar letrando”. Os processos de alfabetização e letramento são complexos, mas fundamentais para a inclusão social. O ensino de Letramento rompe barreiras tradicionais que considera a alfabetização como pré-requisito para o domínio da leitura e escrita.

Sugestões de atividades para baixar:

Como alfabetizar letrando com sugestões de atividades?

Se quiser baixar um rico material com varias atividades para baixar e alfabetizar letrando segue o link abaixo:

No processo de letramento é necessário que o indivíduo tenha contato constante com a leitura, o que pode ser feito por meio de jornais, revistas, livros, letras de músicas, quadrinhos e quaisquer outras fontes que permitam uma reflexão sobre o que foi lido e essas sugestões já respondem a nossa pergunta inicial:

Como alfabetizar letrando?!. Durante a alfabetização são abordados conteúdos embasados na gramática e na ortografia, assim como sua relação com os sons da linguagem falada. Desse modo, uma pessoa alfabetizada pode não ser letrada, pois não possui o hábito da leitura e, com isso, não consegue responder apropriadamente às necessidades sociais da escrita e da leitura.

O que significa ser letrado no século XXI?

Nossas economias há muitos anos estão se distanciando da manufatura de estilo antigo para serviços. Essa transição está definida para continuar e requer novos conjuntos de habilidades. Enquanto isso, as tecnologias tradicionais e digitais estão convergindo e se tornando mais integradas; e mudando a maneira como encontramos, usamos, apresentamos e entendemos as informações.

Os robôs estão se tornando cada vez mais inteligentes e prevê-se que sejam capazes de substituir milhões de empregos qualificados e cada vez mais qualificados nos Estados Unidos nas próximas décadas.

Tudo isso exigirá novos letramentos não apenas para o trabalho, mas para viver uma vida plena, lidar com as novas complexidades de nossas sociedades e se engajar como cidadão.

A alfabetização refere-se, tradicionalmente, à capacidade de ler e entender os formatos impressos. A transliteração foi cunhada para destacar a necessidade de ser capaz de ‘ler e entender’ conceitos e idéias em uma gama crescente de formatos e plataformas:

  • Orais,
  • Impressas;
  • Visuais;
  • Digitais;

À medida que as tecnologias se fundem e integram, permitindo abordagens radicalmente novas à apresentação, verificação e distorção de conteúdo. Eles se concentram cada vez mais no pensamento crítico, na capacidade de questionar, analisar, desafiar; vendo argumentos de diferentes perspectivas; articulando idéias.

Como com todas as habilidades, a necessidade dessas habilidades pode ser vista como um continuum do funcional – suficiente para o dia a dia, através de sócio-cultural para aumentar as chances de vida através de transformacional que pode sustentar altos níveis de inovação.

CURTAM NOSSA PÁGINA O professor e sua “missão “  E COMPARTILHE ESSE ARTIGO ABAIXO:

Comments

comments

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: