Eixos da Educação Infantil- Quais São os Eixos da Educação Infantil?

Se você ainda se enrola todo(a) quando ouve os tais “Eixos da Educação Infantil”, veja essa ótima matéria para que você ,possa se “desenrolar” de uma vez…

           Movimento          

O movimento é uma importante dimensão do desenvolvimento e da cultura humana. As crianças se movimentam desde que nascem, adquirindo cada vez maior controle sobre seu próprio corpo e se apropriando cada vez mais das possibilidades de interação com o mundo. Engatinham, caminham, manuseiam objetos, correm, saltam, brincam sozinhas ou em grupo, com objetos ou brinquedos, experimentando sempre novas maneiras de utilizar seu corpo e seu movimento. […] O movimento humano, portanto, é mais do que simples deslocamento do corpo no espaço: constitui-se em uma linguagem que permite às crianças agirem sobre o meio físico e atuarem sobre o ambiente humano, mobilizando as pessoas por meio de seu teor expressivo. […]
O trabalho com movimento contempla a multiplicidade de funções e manifestações do ato motor, propiciando um amplo desenvolvimento de aspectos específicos da motricidade das crianças, abrangendo uma reflexão acerca das posturas corporais implicadas nas atividades cotidianas, bem como atividades voltadas para a ampliação da cultura corporal de cada criança.

          Música          

A música é a linguagem que se traduz em formas sonoras capazes de expressar e comunicar sensações, sentimentos e pensamentos, por meio da organização e relacionamento expressivo entre o som e o silêncio. A música está presente em todas as culturas, nas mais diversas situações: festas e comemorações, rituais religiosos, manifestações cívicas, políticas etc. […]
A integração entre os aspectos sensíveis, afetivos, estéticos e cognitivos, assim como a promoção de interação e comunicação social, conferem caráter significativo à linguagem musical.

     Artes Visuais     

As Artes Visuais expressam, comunicam e atribuem sentido a sensações, sentimentos, pensamentos e realidade por meio da organização de linhas, formas, pontos, tanto bidimensional como tridimensional, além de volume, espaço, cor e luz na pintura, no desenho, na escultura, na gravura, na arquitetura, nos brinquedos, bordados, entalhes etc.[…]
Tal como a música, as Artes Visuais são linguagens e, portanto, uma das formas importantes de expressão e comunicação humanas, o que, por si só, justifica sua presença no contexto da educação, de um modo geral, e na educação infantil, particularmente.

     Linguagem Oral e Escrita     

A aprendizagem da linguagem oral e escrita é um dos elementos importantes para as crianças ampliarem suas possibilidades de inserção e de participação nas diversas práticas sociais.
O trabalho com a linguagem se constitui um dos eixos básicos na Educação Infantil, dada sua importância para a formação do sujeito, para a interação com as outras pessoas, na orientação das ações das crianças, na construção de muitos conhecimentos e no desenvolvimento do pensamento.
Aprender uma língua não é somente aprender as palavras, mas também os seus significados culturais, e, com eles, os modos pelos quais as pessoas do seu meio sociocultural entendem, interpretam e representam a realidade.
A educação infantil, ao promover experiências significativas de aprendizagem da língua, por meio de um trabalho com a linguagem oral e escrita, se constitui em um dos espaços de ampliação das capacidades de comunicação e expressão e de acesso ao mundo letrado pelas crianças. Essa ampliação está relacionada ao desenvolvimento gradativo das capacidades associadas às quatro competências linguísticas básicas: falar, escutar, ler e escrever.

        Natureza e Sociedade       

O mundo onde as crianças vivem se constitui em um conjunto de fenômenos naturais e sociais indissociáveis diante do qual elas se mostram curiosas e investigativas. Desde muito pequenas, pela interação com o meio natural e social no qual vivem, as crianças aprendem sobre o mundo, fazendo perguntas e procurando respostas às suas indagações e questões. Como integrantes de grupos socioculturais singulares, vivenciam experiências e interagem num contexto de conceitos, valores, ideias, objetos e representações sobre os mais diversos temas a que têm acesso na vida cotidiana, construindo um conjunto de conhecimentos sobre o mundo que as cerca. […]
O eixo de trabalho denominado Natureza e Sociedade reúne temas pertinentes ao mundo social e natural. A intenção é que o trabalho ocorra de forma integrada, ao mesmo tempo em que são respeitadas as especificidades das fontes, abordagens e enfoques advindos dos diferentes campos das Ciências Humanas e Naturais.

         Matemática        

As crianças, desde o nascimento, estão imersas em um universo do qual os conhecimentos matemáticos são parte integrante. As crianças participam de uma série de situações envolvendo números, relações entre quantidades, noções sobre espaço. Utilizando recursos próprios e pouco convencionais, elas recorrem a contagem e operações para resolver problemas cotidianos, como conferir figurinhas, marcar e controlar os pontos de um jogo, repartir as balas entre os amigos, mostrar com os dedos a idade, manipular o dinheiro e operar com ele etc. Também observam e atuam no espaço ao seu redor e, aos poucos, vão organizando seus deslocamentos, descobrindo caminhos, estabelecendo sistemas de referência, identificando posições e comparando distâncias. Essa vivência inicial favorece a elaboração de conhecimentos matemáticos. Fazer matemática é expor ideias próprias, escutar as dos outros, formular e comunicar procedimentos de resolução de problemas, confrontar, argumentar e procurar validar seu ponto de vista, antecipar resultados de experiências não realizadas, aceitar erros, buscar dados que faltam para resolver problemas, entre outras coisas. Dessa forma, as crianças poderão tomar decisões, agindo como produtoras de conhecimento e não apenas executoras de instruções. Portanto, o trabalho com a Matemática pode contribuir para a formação de cidadãos autônomos, capazes de pensar por conta própria, sabendo resolver problemas. […]
O trabalho com noções matemáticas na educação infantil atende, por um lado, às necessidades das próprias crianças de construírem conhecimentos que incidam nos mais variados domínios do pensamento; por outro, corresponde a uma necessidade social de instrumentalizá-las melhor para viver, participar e compreender um mundo que exige diferentes conhecimentos e habilidades.

Fonte: BRASIL.Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação.
Fundamental referencial curricular nacional para a Educação Infantil. Brasília: ME; SEF, 1998.
Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/volume3.pdf

O que trabalhar em cada eixo de acordo com as turmas de EI?
                Grupo 2               

IDENTIDADE E AUTONOMIA

  • Nome/imagem/identidade.
  • Formação do sujeito (pessoal e social).
  • Educação moral.
  • Interação com o meio.
  • Transmissão de recados.
  • Respeito à diversidade (atitudes de aceitação, contestação, diferenças de gênero, etnia, pluralidade cultural).
  • Formação de bons hábitos e costumes (solidariedade, cooperação, interesse, participação, sociabilidade, confiança, afetividade, auto-estima, respeito ao próximo e justiça).

MOVIMENTO
ATIVIDADES RECREATIVAS

  • Físicas: pular, saltar, correr dançar, andar em diferentes ritmos abaixar, levantar, deitar, rolar etc.
  • Motoras: modelagem, representação do corpo e outras imagens em argila, expressão corporal através da música, orientação de atividades de reconhecimento dos sinais vitais e de sua alteração, como: respiração, batimentos cardíacos, sensações de prazer que qualquer atividade física pode proporcionar exploração do próprio corpo (conquista no plano da motricidade objetiva), desenvolvimento dos gestos simbólicos e manipulação de instrumentos diversos para favorecimento de ajustes a objetivos específicos como: encaixar, recortar, empilhar, dobrar, escrever etc.
  • Utilização de jogos e brincadeiras encontradas nas diversas culturas propiciando conquistas no plano da coordenação e precisão do movimento.

MÚSICA

  • Músicas folclóricas (cantigas de roda, de ninar etc.).
  • Músicas de origem indígena.
  • Músicas de origem africana (afoxé, capoeira, samba, maculelê).
  • Músicas carnavalescas (marchinhas, frevo, axé).
  • Música popular brasileira (os ritmos, personalidades).
  • Músicas infantis (do universo escolar).
  • Instrumentos musicais (reconhecimento). Veja esse material completo em PDF aqui

Fonte: http://portal.mec.gov.br/

Comments

comments

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Aline disse:

    Gostaria de mais informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.