Integrando diferentes áreas de conhecimento Anos 1, 2 e 3

“Integrando diferentes áreas de conhecimento”— Transcrição da apresentação:

1 Integrando diferentes áreas de conhecimento
Unidade 6Integrando diferentes áreas de conhecimentoAnos 1, 2 e 3

2 O currículo e o conhecimento
“(…) os currículos não são conteúdos prontos a serem passados aos alunos. São uma construção e seleção de conhecimentos e práticas produzidas em contextos concretos e em dinâmicas sociais, políticas e culturais, intelectuais e pedagógicas. Conhecimentos e práticas expostos às novas dinâmicas e reinterpretadas em cada contexto histórico. As indagações revelam que há entendimento de que os currículos são orientados pela dinâmica da sociedade. Cabe á nós, como profissionais da Educação, encontrar respostas.”(LIMA, 2007, Unidade 6, Ano 1, p.7).

3 Currículo como instrumento de Formação Humana

4 Adaptado à realidade do aluno Ampla atuação do professor
Currículo AbertoAdaptado à realidade do alunoAmpla atuação do professor

5 Como ensinar o conteúdo?
“Uma abordagem interdisciplinar no tratamento da diversidade de temáticas relacionadas às diversas áreas do saber constitui, portanto, algo de extrema relevância e tal concepção propicia a concordância de que o tempo escolar não deve ser dividido por áreas de conhecimento.” (Unidade 6, Ano 1, p.9)

6 Como ensinar o conteúdo?
“O movimento pela interdisciplinaridade coloca em seu horizonte imediato a integração em entre os saberes […]. Arranjos curriculares afetam a seleção de conteúdos, metodologias de ensino, avaliação, etc. A interdisciplinaridade não é categoria de conhecimento, mas de ação.”(FAZENDA, 1995, Unidade 6, Ano 2, p.8)

7 Estratégias de Atuação
Projeto didáticoSequência didática

8 Recursos Didáticos Livros, jornais, revistas, computador, televisão,
dentre outros suportesde textoContos, lendas, tirinhas humorísticas, piadas,livros de imagem, quadrinhos, poesias,dentre outros gêneros textuais.

9 Gêneros textuais e práticas pedagógicas
“É lícito lembrar que todas as nossas práticas de linguagem são viabilizadas por gêneros textuais diversos, que refletem nossas necessidades e intenções comunicativas, ou seja, o nosso querer dizer como locutor, nos termos de Bakhtin”(Unidade 6, Ano 3, p.7)

10 Alfabetizar letrando e as práticas pedagógicas
“Segundo Soares (2003), alfabetização e letramento são processos distintos, de natureza essencialmente diferente, mas são interdependentes e indissociáveis […]. É importante que as crianças participem de experiências variadas envolvendo a leitura e a escrita, por meio da diversidade de gêneros textuais, e que paralelamente desenvolvam as capacidades exigidas para a compreensão e apropriação do SEA.”(Unidade 6, Ano 1, p.11).

Fonte e material em slide: http://slideplayer.com.br/slide/

Comments

comments

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *