[ EDUCAÇÃO ESPECIAL ] Educação Infantil, Básica e Educação Superior

1 EDUCAÇÃO ESPECIAL A educação especial é uma modalidade de ensino que perpassa todos os níveis de ensino: Educação Infantil, Básica e Superior Educação de Jovens e Adultos Educação Indígena Educação do Campo Educação Quilombola

2 EDUCAÇÃO ESPECIAL ANTES E DEPOIS DA POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA…

3 EDUCAÇÃO ESPECIAL ANTES DEPOIS SUBSTITUTIVA CONCEPÇÃO CLÍNICA
FOCO NA DEFICIÊNCIA SEGREGADORA COMPLEMENTAR CONCEPÇÃO EDUCACIONAL FOCO NO “POTENCIAL” DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA INCLUSIVA – AEE

4 CONCEITUANDO AEE

5 O QUE É AEE? Um serviço da Educação Especial que: Identifica,
Elabora e organiza recursos pedagógicos e de acessibilidade que eliminem as barreiras para a plena participação dos alunos, considerando as suas necessidades específicas.O AEE complementa e/ou suplementa a formação do aluno com vistas à autonomia e independência na escola e fora dela.

6 PARA QUEM? O AEE se destina a alunos com: Deficiência física;
Deficiência intelectual;Deficiência visual;Pessoas com surdez;Transtornos globais de desenvolvimento (autismo, síndrome de Asperger, síndrome de Rett e espectros autista);Super dotação /Altas habilidades .

7 Sala de Recursos Multifuncionais
É o espaço localizado na escola de educação básica onde se realiza o Atendimento Educacional Especializado.Constituída de mobiliários, materiais didáticos, recursos pedagógicos e de acessibilidade e equipamentos específicos.

8 ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO – AEE
EDUCAÇÃO INFANTIL

9 A ESCOLA COMO ESPAÇO INCLUSIVO
ENFRENTA DESAFIOS, CONFLITOS E PROBLEMAS;AS SITUAÇÕES DESAFIADORAS PODEM GERAR NOVOS CONHECIMENTOS, NOVAS FORMAS DE INTERAÇÃO, DE MODIFICAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DOS ESPAÇOS QUE VÃO BENEFICIAR A TODAS AS CRIANÇAS.

10 A SALA DE AULA: TEM QUE SER DINÂMICA;
ESTÁ ABERTA PARA A CONSTRUÇÃO DE NOVOS CONHECIMENTOS;DISPONIBILIZAR MATERIAIS DIVERSIFICADOS A TODOS OS ALUNOS.

11 A ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO:
A ELIMINAÇÃO DAS BARREIRAS ARQUITETÔNICAS, MOBILIÁRIOS, SELEÇÃO DE MATERIAIS, ADAPTAÇÕES DE BRINQUEDOS E MATERIAIS USADOS NA ESCOLA.ORGANIZAÇÃO DOS ESPAÇOS PEDAGÓGICOS.

12 EDUCAÇÃO INFANTIL (Segundo Referencial curricular nacional para educação infantil)
É O ESPAÇO APROPRIADO PARA O DESENVOLVIMENTO DE HABILIDADES E COMPETÊNCIAS:APRENDER O AUTO-CUIDADO;A COMER SOZINHO;HÁBITOS DE HIGIENE;DESENVOLVIMENTO MOTOR/FÍSICO (ATRAVÉS DE JOGOS E BRINCADEIRAS).

13 O QUE FAZER? IDENTIFICAR AS NECESSIDADES DO ALUNO;
TER COMO ÊNFASE O POTENCIAL DA CRIANÇA;ORGANIZAR O ESPAÇO E A DINÂMICA DA SALA DE AULA;

14 O QUE FAZER?ORGANIZAR MATERIAIS PEDAGÓGICOS DE ACORDO COM A NECESSIDADE DE CADA ALUNO;O ALUNO DEVE INTERAGIR E PARTICIPAR DE TODAS AS ATIVIDADES;OS CONTEÚDOS TRABALHADOS EM SALA DEVEM SER OS MESMOS:REFORÇAR ALGUMAS ATIVIDADES;

15 O QUE FAZER? FLEXIBILIZAÇÃO DO TEMPO;
ADAPTAÇÃO NOS PROCESSOS DIDÁTICOS E NAS ATIVIDADES (adaptar recursos).AVALIAÇÃO: DEVE SER FLEXÍVEL E PLANEJADA DE ACORDO COM AS EXPECTATIVAS DE CADA ALUNO.

16 ENVOLVER TODA A EQUIPE DA ESCOLA NO TRABALHO.
É IMPORTANTE!ENVOLVER TODA A EQUIPE DA ESCOLA NO TRABALHO.

17 É IMPORTANTE!DISCUTIR E REFLETIR O QUE ACONTECE DENTRO DA ESCOLA COM O OBJETIVO DE CONSTRUIR A ESCOLA QUE DESEJAMOS.

18 É IMPORTANTE!O PROFESSOR DE SALA DE AULA E O PROFESSOR DE AEE DEVEM TRABALHAR JUNTOS, TROCANDO INFORMAÇÕES E EXPERIÊNCIAS QUE POSSAM AJUDAR A INCLUIR A CRIANÇA.

19 É IMPORTANTE!A ESCOLA E O PROFESSOR PODEM NUNCA SE SENTIR PREPARADOS PARA RECEBER OS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA, MAS COM A MATRÍCULA DO ALUNO, A COMUNIDADE ESCOLAR VAI DANDO UM NOVO SIGNIFICADO AO SEU TRABALHO.

20 “Inclusão é sair das escolas dos diferentes e promover a escola das diferenças” (Mantoan) 

26 Referencias:Saberes e práticas da inclusão – Francesmara Roseneide Furtado e Idê Borges: MEC, SEESP, 2005.Toda criança é única – A inclusão da diferença na educação infantil.

Fonte: http://slideplayer.com.br/

Compartilhar

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *