Maioria dos estudantes de oito anos não sabe ler nem fazer conta direito

Segundo dados da ANA (Avaliação Nacional de Alfabetização), mais da metade dos alunos da rede pública no terceiro ano do ensino fundamental têm níveis insuficientes de leitura e matemática.

O gráfico quase não mudou em relação a 2014, com uma estagnação no índice de leitura e aumento muito pequeno na taxa de alunos que alcançaram o patamar “desejável”.

As estatísticas mostram uma forte desigualdade regional, com as regiões Norte e Nordeste tendo mais de um terço de seus alunos posicionados no pior nível (elementar). Na região Sul, estes alunos são apenas 12%.

Segundo Maria Inês Fini, presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), a formação da Base Nacional Comum Curricular deve ajudar a reverter o quadro.

O MEC já anunciou um programa de reforço para a alfabetização, que planeja inserir mais professores assistentes nas salas e atingir 200 mil turmas de primeiros e segundos anos no ano que vem, com investimento de R$523 milhões.

 Leia a matéria original em Folha de S. Paulo

Comments

comments

2 Resultados

  1. cione maria da silva disse:

    Alguns já falaram sobre os problemas nas escolas, outros falaram sobre a resistência por parte dos professores, mais já pararam pra pensar que muitas dessas crianças não tem nenhum estimulo em casa? porque é fundamental que os pais estimulem seus filhos para que eles possam ter um bom rendimento nas sua vida escolar.

  2. Angela disse:

    O problema da não alfabetização não está na formação do professores. E um conjunto de.fatores que infelizmente os governantes não querem assumir. Então é melhor dizer que a culpa do fracasso escolar é do professor. Mas esqueceram de fazer.a.licao de casa. Escola sem livros para todos os alunos e não adianta informar na reserva técnica porque não vem termina o ano o aluno sem livro didático. Escolas sem material pedagógico de apoio. Escolas sem carteiras, escolas quentes com salas de aula insuportáveis de calor, escolas sem quadra esportiva coberta com espaço para realizar atividades prazerosas de educação física, escolas sem internet disponível para os alunos porque a que o governo oferece mal dá para uso da secretaria escolar, computadores que nunca.receberam manutenção quebram e ficam quebrados, sala de AEE que nunca mais recebeu nenhum material nem recurso para dar manutenção nos materiais em uso, conselho tutelar que só vai a escola ferrar com o professor nunca resolve o que encaminhamos alunos faltosos e pais preucupada apenas em receber o bolsa família, projeto presença que não resolve só aumentou o trabalho burocrático da escola, equipe multidisciplinar para diagnosticar e dar suporte ao professor com os alunos que apresentam transtorno de aprendizagem, professor não é psicólogo. Bibliotecas descentes com espaços prazerosos para incentivar a leitura. Os livros do PNBE são excelentes mas não tem biblioteca nem bibliotecário para ajudar zelar dos livros. Mas no ensino fundamental I isso nunca foi prioridade. Responsabilidade do professor zelar pelos livros e fazer o controle deles.
    Isso é tantos outros problemas que ficaria o dia elencando é o problema da não alfabetização no tempo certo. Deem suporte ao professor que ela acontecerá. PSE PROGRAMA SAUDE NA ESCOLA. que só serve pra dar vacina e detectar hanseníase. Ou tem alguma escola que tem tudo isso que coloquei que realmente funciona?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *