“HETEROGENEIDADE “Diferentes percursos, Direitos iguais””

1 HETEROGENEIDADE “Diferentes percursos, Direitos iguais”
UNIDADE 7

2 “A heterogeneidade de conhecimentos dos alunos de uma mesma turma ou de turmas diferentes é, portanto, natural e inevitável, não devendo ser vista de maneira negativa”.Heterogeneidade – Unidade 7, ano 2, p.6Que ação didática é capaz de mensurar o nível de heterogeneidade de conhecimentos de uma turma e que deve ser realizada pelo docente para que ele identifique as dificuldades e potencialidades de cada aluno?

3 “(…) diagnóstico não se presta apenas para constatar os conhecimentos e as habilidades dos alunos (seus avanços e suas dificuldades), mas também, e sobretudo, para fornecer informações que subsidiem as práticas de alfabetização desenvolvidas em sala de aula.”Diagnóstico – Unidade 7, ano 2, p.7.Qual é o instrumento que o professor deve elaborar com base no diagnóstico da turma e que deve atuar como norteador das ações a serem desenvolvidas junto aos alunos?

4 “É fundamental, portanto, que o professor realize um levantamento dos conhecimentos e das habilidades já construídos pelas crianças (…) para, a partir, dessas informações, estabelecer metas e planejar as práticas de alfabetização que serão desenvolvidas em sala de aula e fora dela”.Planejamento – Unidade 7, ano 2, p.8.Pensando em um planejamento que atenda aos Direitos de Aprendizagem de cada ano do Ciclo de Alfabetização, de que forma devemos conceber a aprendizagem dos nossos alunos em relação ao SEA?

5 “(…) Passamos a compreender, então, que a aprendizagem do SEA era um processo evolutivo, no qual a criança, progressivamente, formulava em sua mente respostas que a aproximavam da compreensão que os adultos ou colegas já alfabetizados tinham sobre a escrita.”Hipóteses de Escrita – Unidade 7, ano 3, p.9.Qual é a compreensão que a criança precisa adquirir em relação ao SEA para a construção de uma hipótese alfabética?

6 “Ao término do primeiro ano do ciclo de alfabetização, esperamos que a maioria dos alunos tenham construído uma hipótese alfabética de escrita, compreendendo que as letras ou grupo de letras representam (notam) unidades sonoras mínimas (os fonemas). É preciso, portanto, no segundo ano, dar atenção aos aprendizes cujas escritas ainda não são alfabéticas, principalmente àqueles que ainda não compreenderam que a escrita nota os segmentos sonoros da fala, mas também aos que já compreenderam essa propriedade do sistema, mas ainda estão silábicos, isto é, ainda não entenderam plenamente a lógica de funcionamento da escrita alfabética.”Sistema Notacional – Unidade 7, ano 2, p.7.A partir da discussão sobre a apropriação do SEA pela criança, qual é a concepção de alfabetização que deve permear os trabalhos em sala de aula?

7 “(…) De modo semelhante, ao se engajar nas atividades de produção coletiva de textos, as crianças que ainda não dominam o SEA podem aprender muito sobre a linguagem que se usa ao escrever e sobre os cuidados que devemos ter ao escolher o quê e como escrevemos, sempre tendo em mente a finalidade da situação de produção do texto e os efeitos que queremos provocar em quem vai lê-lo”.Alfabetizar Letrando – Unidade 7, ano 3, p.12.Para garantir a alfabetização e letramento de todos os alunos do Ciclo da Alfabetização, que outras variáveis, além da aferição das habilidades já consolidadas pelos alunos, o professor deve levar em consideração no momento de planejar os agrupamentos de forma produtiva ?

8 “(…) os agrupamentos não podem se basear apenas em critérios cognitivos (como os níveis de hipóteses de escrita), mas precisam levar em conta afinidades (e desavenças) entre as crianças, de modo a ver que arranjos (de duplas, grupos) tendem a ser mais produtivos”.Agrupamentos – Unidade 7, ano 3, p.17Considerando a formação de agrupamentos produtivos, o que devemos defender para garantir a aprendizagem dos alunos?

9 “(…) Assim, podemos defender a necessidade de variação de atividades, mesmo considerando um mesmo objeto de ensino: o sistema alfabético. Quando consideramos que o currículo dos anos iniciais prevê vários outros objetos de ensino, como a leitura, a produção de textos, a oralidade, além dos conceitos relativos aos demais componentes curriculares, a situação se torna mais complexa.”Objeto de Ensino – Unidade 7, ano 1, p.8O que é necessário para assegurar à alfabetização dos alunos considerando os diferentes objetos de ensino?

10 “(…) todas as crianças têm o direito de aprender a ler e escrever com autonomia até o final do terceiro ano do Ensino Fundamental. Para isso, é preciso que sejam estabelecidos direitos de aprendizagem para cada ano do ciclo de alfabetização.”Direitos de aprendizagem – Unidade 7, ano 2, p.10 Considerando os Direitos de Aprendizagem qual a organização escolar que prevê um atendimento adequando a Heterogeneidade presentes nas escolas? (…). Veja esse material completo no link que segue abaixo:

Fonte e material completo:   http://slideplayer.com.br/

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *