Portal do Professor- Aula inclusiva para crianças com deficiência visual

Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

O folclore brasileiro, participando de atividades com movimentos ritmados, diferentes sonorizações, conhecendo as possibilidades expressivas do próprio corpo e habilidade cognitiva.

Duração das atividades
Aproximadamente 50 minutos; uma (1) aula.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Trabalhar com a criança o que é folclore, como está inserido em nossa história, mediante conversas e exposição auditiva e visual a fim de atingir todos os alunos da classe (videntes e cegos).

Importante professor: procure textos curtos, de fácil compreensão, ou seja, que ofereçam a todos os alunos um entendimento rápido sobre o assunto e introduza questões a fim de privilegiar a interação entre todos. Questionamentos e pronuncias de palavras chaves motivam esta interação.

Ex: quando o papai fala para o filho:
– menino (a) você ”Pintou o sete!” vocês sabem o que o papai quis dizer? (resposta: você bagunçou…)
– que “Criança tranqüila!”- (quis dizer que menino (a) não é travesso (a))

Essas são frases populares, que todo mundo usa.
Questões: O papai já falou isso para você? Conte o que aconteceu! Você se lembra?

Trabalhar com a criança conceito de folclore brasileiro, mediante questões:
– quem sabe o que é folclore?
– quem se lembra de algum personagem folclórico? Entre outras questões que podem ser feitas.

Estratégias e recursos da aula

  As estratégias utilizadas serão:
– Aula interativa;
– Recursos auditivos auxiliar educativos;
– Ambiente amplo;

Através de áudio explicativo, as crianças conhecerão a origem a e cultura da música brasileira,

disponível em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnica.html?id=18047
acesso em 25/06/09.

                   Orientação ao professor:
– as crianças cegas apresentam comportamentos que incluem: o balanço para frente e para trás, esfregar os olhos, apertar os olhos com os dedos, chupar o dedo, pender a cabeça para frente, bater com a cabeça, ou outras ações repetitivas como movimentos dos dedos em frente da face (similar em crianças com distúrbios comportamentais como o autismo), tirando assim facilmente sua atenção diante de alguma tarefa, como a que apresenta acima (áudio folclore). Sendo assim, passo a você professor algumas sugestões para trabalhar com o aluno para que torne a assimilação do conteúdo mais efetiva.
Sugestões:
– a cada fala do locutor do áudio sobre uma dança, destaque um elemento desta e trabalhe com ele. Ex :Dança do coco: elemento destacado Coco: providencie ou solicite as crianças com uma aula de antecedência que tragam a casca da fruto (coco). Pause o áudio logo após a explicação desta dança, os alunos divididos em grupos, sentados no chão em circulo, distribua o coco (que deve estar cortado ao meio), para que as crianças possam tomar conhecimento de sua estrutura, tateando, batendo os pedaços um contra o outro, batendo no chão entre outros movimentos simples.
– torna-se imprescindível professor que observe o comportamento dos alunos perante o manuseio do elemento apresentado e faça elogios a eles como: fingir estar surpreso com movimento (videntes); dizer “caprichou hein!” Referindo ao som emitido (cegos), enfim, incentivando a todos nos momentos que achar que deve.

Após uma breve explicação do (a) professor (a) sobre a importância das cantigas do folclore, poderá apresentar as crianças, atividades de roda (cirandas) com músicas do repertório do folclore brasileiro.

Figura 1: Disponível em: http://www.cidadaopg.sp.gov.br/data_comemorativa_/imagens/Agosto/folclore.jpg

acesso dia 29/06/09

Atividade 1

Musica: Escravos de Jô

Escravos de Jó
Jogavam caxangá

Tira, põe
deixa o Zé Pereira ficar

Guerreiros com guerreiros
fazem zigue-zigue-zá
Guerreiros com guerreiros
fazem zigue-zigue-zá

Música disponível no site: http://temas-infantis.musicas.mus.br/letras/782539/

acesso dia 29/06/09
Dicas: – O professor (a) poderá soletrar a música aos alunos a fim de que consigam entender a letra e a musicalidade respectivamente. Tome iniciativa de convidar as crianças que já conheçam para cantarem juntas com você;
– Para uma breve demonstração de som o (a) professor (a) poderá utilizar coco, para dar a musicalidade, ritmo da música sendo acompanhado durante o tempo que as crianças cantam e poderá apresentar batidas mais fortes para emitir o som marcante a todo o momento que a criança deverá executar o movimento;
– O (a) professor (a) poderá também pedir para que os alunos se alternem para ritmar o som do coco com a música, a fim de oportun izar a expressividade;
– Promover desafios e autonomia possibilitando adequação e familiariz ação com os gestos e ambientes.

Vejam mais atividades no link que segue: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/ Aula inclusiva para crianças com deficiência visual

Fonte: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *