Curso de Criação de Atividades Didáticas

Curso Criação de Atividades Didáticas

“Se o objetivo da vida não for o eterno aprender, a vida então se transforma numa sucessão de dias vazios, uma porta sempre aberta para o tédio…”
ProfessorCurso de Criação de Atividades Didáticas

O Curso de Criação de Atividades serve como guia para a elaboração de Brincadeiras didáticas mesmo com recursos escassos. É um conhecimento adicional para o Educador ou Pai interessado na reciclagem pessoal.

Ao fim das lições, o participante terá descoberto como é simples “inventar” pequenos jogos, de onde sempre poderá tirar algum proveito educacional, a despeito de possuir ou não recursos materiais para isso.

Considerações Gerais sobre o Curso

O Curso de Criação de Atividades, aborda de forma simples, alguns aspectos sobre a criação de Jogos e Atividades recreativas para educação.

As informações que ora divulgamos, é o resultado de nossa prática como educadores durante o magistério entre grupos de todas as faixas etárias. Tivemos êxito relevante em todos esses grupos, uma vez que trabalhamos com crianças a partir de três anos e também com adultos de faixas etárias diversas. De fato, os resultados foram gratificantes.

Está dividido em 7 lições.

Informações Básicas Importantes

Não há qualquer ônus referente ao curso.

O curso se divide em abordagens dissertativas e também práticas.

E os benefícios? Isso dependerá do aproveitamento individual do aluno, isto é, das reflexões pessoais a partir da leitura atenta às lições.

Todos poderão manter contato conosco por email, sempre que for necessário.
contato@sitededicas.com.br

Índice Geral do Curso
  1. Pensando em Atividades Didáticas:
    Uma introdução sobre o que representa uma Atividade com fins didáticos, seus objetivos e uma abordagem inicial do processo de criação de exercícios lúdicos com fins cognitivos.
  2. Como Trabalhar a Criatividade na Concepção de Modelos:
    Processo completo de criação de uma Atividade, as qualificações [1] e objetivos a serem atingidos e como adaptar modelos já existentes às necessidades pessoais. Introdução às Experiências-chaves, uma abordagem prática para aferição de resultados.
  3. Aprendendo a Identificar os Materiais mais Simples para Uso:
    A qualidade de uma Atividade não está na sofisticação dos materiais empregados, mas na simplicidade e forma mais prática para se atingir um objetivo.
  4. Elementos Básicos de um Jogo ou Atividade Didática:
    Elementos necessários para que um Jogo seja criado. Sua aplicabilidade, seus benefícios e como adaptar qualquer situação de modo que agrade ao público alvo. Aprende-se também como direcionar uma Atividade para o fim desejado; como criar sabendo que resultado se vai obter, e como trabalhar as qualificações [1] de forma conscientemente dirigida.
  5. Usando Apenas os Materiais Disponíveis:
    Meios de construir modelos de Atividades que podem ser extremamente eficazes com recursos mínimos e mesmo sem materiais.
  6. Usando o Computador para Criar Atividades – Básico:
    Técnicas básicas de como usar o computador, como ferramenta valorosa na criação de Atividades, simples mas proveitosas.
  7. A Estratégia do Desperdício – Aprendendo a diferenciar o Inútil e o Útil
    Como ser criativo sem se tornar um dispendioso de tempo e recursos. Como conviver com o excesso de informações, aprendendo a separar aquilo que realmente nos interessa e é necessário, do supérfluo.

[1] São qualificações: O Raciocínio Lógico e Emocional, a Atenção, a Coordenação Motora, Disciplina, Senso de Organização, Capacidade de Planejar, etc.

Desejamos a todos um bom aproveitamento.

Fonte e Texto: http://sitededicas.ne10.uol.com.br/

Comments

comments

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sign up to our newsletter!