Ele não passou nas provas finais, mas recebeu carta incrível da professora

Foi-se o tempo em que tirar boas notas era a única forma de medir as habilidades de um aluno.

É claro que isso não significa que os estudantes que desrespeitam professores em sala de aula e, consequentemente, não alcançam boas notas na prova, sejam exemplos a serem seguidos e valorizados dentro do ambiente escolar (sejamos coerentes, ok?).

No entanto, essa fúria incessante de avaliar crianças por meio de um método único e engessado tem transformado nossos pequenos seres de luz em máquinas de fazer exercícios, de escrever e, futuramente, de trabalhar.

(Teorias conspiratórias, neste caso, não são mera coincidência.)

Estudos sobre as Inteligências Múltiplas, por exemplo, provam que existem muitas outras maneiras de medir as capacidades e competências do aluno, dentro e fora de sala de aula:

19

UMA CARTA ESPECIAL

Sabendo disso, a professora Jane Clarkson, de uma escola infantil do Reino Unido, teve uma atitude muito especial ao comunicar as notas baixas do seu aluno autista de 11 anos, Ben Twist.

Apesar de ter dado o seu melhor nas provas, seus resultados não foram satisfatórios – de acordo com o sistema tradicional.

A carta que a doce Jane mandou para Ben e seus pais tocou o coração de milhares de pessoas que viram o texto no Twitter da professora e deixou a mãe do menino em lágrimas.

PREPARE-SE PARA UMA EXPLOSÃO DE BONDADE, TOLERÂNCIA E AMOR:

6333260-Cm6VzxtWAAAg_g0jpg-large-1472629005-650-2d8645fa49-1472650425

Tradução livre:

“Querido Ben,

Estou escrevendo para te parabenizar pela sua atitude e sucesso ao completar seu ano letivo.

Gil, Lynn, Angela, Steph e Anne trabalharam muito bem com você este ano e você fez progressos maravilhosos.

Escrevi para você e seus pais para contar a vocês o resultado das provas.

Uma parte muito importante: quero que você entenda que essas provas medem apenas um pequeno pedacinho seu e de suas habilidades. Elas são importantes e você as fez muito bem, mas o Ben Twist é feito de muitas outras habilidades e talentos que nós, aqui da escola Lansbury Bridge, vimos e medimos de outras maneiras.

Outros talentos que você tem e que essas provas não medem, incluem:

– Seu talento artístico;
– Sua habilidade de trabalhar em grupo;
– O desenvolvimento da sua independência;
– Sua bondade;
– Sua habilidade de expressar opiniões;
– Suas habilidades esportivas;
– Sua habilidade de fazer e manter amigos;
– Sua habilidade de discutir e avaliar seu próprio progresso;
– Seu planejamento e construção de talentos;
– Sua habilidade musical.

Nós estamos muito satisfeitos com todos esses diferentes talentos e habilidades que fazem de você essa pessoa especial e essas são todas as coisas que mensuramos que nos asseguram o fato de você estar sempre progredindo e continuando seu desenvolvimento como um adorável e brilhante homenzinho.

Muito bem, Ben. Nós estamos muito orgulhosos de você.

Felicidades!
Senhora Clarkson.

“Esta carta é incrível!”, disse Ben, quase não acreditando no que tinha acabado de ler!

6333310-CN5W5qOWcAAydDn-1468842383-650-3693c016cd-1472650425

É muito bom saber que existem no mundo professores como a Jane, que têm a sensibilidade de observar que os alunos não são medidos apenas pelos números que alcançam em suas provas, mas sim por todas as outras habilidades que fazem deles seres humanos.

Se a escola tem a sorte de ter estudantes brilhantes como Ben, ele também tem muita sorte de ter professores amáveis em seu caminho, como Jane.

Gestos como esse podem fazer toda a diferença no destino de uma criança.

Eu, que também sou professora, me sinto profundamente inspirada por essa atitude linda!

Fonte e Texto: http://awebic.com/educacao/

 

Comments

comments

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sign up to our newsletter!