Reorganização atinge 311 mil alunos e ‘disponibiliza’ 94 escolas de SP

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (26) que a reorganização do ensino escolar vai afetar diretamente 94 escolas, que serão ‘disponibilizadas’, e continuarão sendo usadas na área da educação. Desse total, 66 já têm o novo uso definido e poderão abrigar unidades de ensino técnico ou ainda virar creches e escolas municipais, por exemplo. As outras 28 ainda têm destino incerto.

Ao todo, a reorganização do ensino vai disponibilizar 1,8% das 5.147 escolas do estado. No total 1.464 unidades estarão envolvidas na reconfiguração, mudando o número de ciclos de ensino que serão oferecidos.

 

MUDANÇA NO ENSINO
Rede estadual de SP será reorganizada

Segundo a secretaria, 311 mil alunos terão de mudar de escola do total de 3,8 milhões de matriculados. A mudança atinge ainda 74 mil professores.

Lista
A lista das escolas atingidas será divulgada até o final da semana. Nesta terça-feira, a secretaria vai se reunir com 91 dirigentes de ensino para dar andamento às mudanças.

A reorganização vai separar a maioria das escolas em unidades de ensino fundamental 1, para crianças do 1º ao 5º ano; ensino fundamental 2, do 6º ao 9º ano; e ensino médio.

O número de escolas com ciclo único vai subir de 1.443 unidades para 2.197, ou seja, um aumento de 754 escolas. Com isso, 43% das escolas do estado terão apenas um ciclo. Para a Secretaria da Educação, a melhora no rendimento dos alunos nas escolas de ciclo único é de 15%.

O número de escolas com dois ciclos cai 18%, indo de 3.209 para 2.635. Já a quantidade de escolas com três ciclos cai de 495 para 315 unidades – queda de 36%.

REORGANIZAÇÃO ESCOLAR EM SP
Como é Como fica
Um ciclo 1.443 2.197
Dois ciclos 3.209 2.635
Três ciclos 479 315
Fonte: Secretaria da Educação de SP

 

Clio Monografias

Processo de transferência
O secretário estadual da Educação, Herman Voorward, explicou que após o dia 14 de novembro a secretaria vai abrir um novo processo de transferência de alunos.

Voodward defendeu a mudança pretendida pela secretaria. “É muito claro que isto melhora o aprendizado das crianças”, afirmou.

Segundo a secretaria, 2.956 salas que estavam ociosas passarão a ser aproveitadas com a reorganização.

A ideia é que professores e outros profissionais da escola, além da própria estrutura, possam estar voltadas a crianças de determinada faixa etária.

Segundo a Secretaria da Educação, os alunos que vão precisar ser transferidos serão matriculados em escolas que ficam até no máximo 1,5 km de suas casas. Eles serão informados sobre o endereço da nova unidade até o mês de novembro. Veja o depoimento em vídeos e a reportagem com completa no site do G1 abaixo.

Reorganização atinge 311 mil alunos e ‘disponibiliza’ 94 escolas de SP

Fonte: http://g1.globo.com/

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sign up to our newsletter!