Gírias entre Professores e Alunos- Estabelecendo Vínculos na Sala de Aula através da Fala

 

A Comunicação DEVE Ser Usada Ao Nosso favor, parágrafo nsa servir e NÃO o Contrário. This E Uma Verdade Que DEVE Ser pensada POR NÓS, Professores e pais / ou, Podemos Nao POIs Fazer da Nossa forma de FALAR Uma barreira intransponível Ao aluno that, AO inves de conduzi-lo à flexibilidade de expressões, acaba tendão Efeito Contrário, em Que O Jovem se Sente um “Estrangeiro” não vocabular Mundo do professor.

Com ISSO NÃO afirmo Que o professor deva abandonar uma forma de FALAR that que sejam considerados correta e / ou coerente com Seu “status” e incorporar Toda uma linguagem conhecida Como Sendo de “Jovens”, mas sim that considerá uma eficacia de hum FALAR Que Realmente SE FAÇA Chegar AOS SEUS Receptores, não Caso, Alunos OS.

Importante É, TAMBÉM, o esclarecimento de that in nenum momento E Adequado Colocar Uma forma de FALAR superiores A Outra, pois ESSA Maneira de Pensar E obsoleta e preconceituosa.

Há sim, Lugares Que, de Alguma forma, requerem Uma determinada Maneira de se transmitir o Que se pretende, OU SEJA, da MESMA forma Que ninguem vai à praia de terno e gravata e NEM de camiseta regata e “short” discursar num palanque, FICA de igual Modo inadequado a utilização de determinadas expressões em Ambientes Que uma maioria NÃO Faz uso.

A Melhor forma de ensinar E ATRAVES fazer Exemplo. Não Há Mais lugar para uma conhecida frase “FAÇA O Que mando, Mas Não FAÇA o que faço”. ASSIM, parágrafo professora Fazer o SEUS Alunos capazes de conduzirem Uma boa Comunicação em Diferentes Lugares e ocasiões, nada Melhor that Isto É Ser exemplificado com Uma nova atitude do Professor, Falando na língua de Seu alunado.

Uma Maneira de o aluno entendre Uma Possível Diferença Entre uma Maneira Como Ele e SEUS Professores Falam E uma Apresentação de materiais that evidenciem a vida da língua, pois fazer MESMO Modo de that Tudo o Que É vivo ESTÁ Sujeito um Mudanças, uma língua viva de Como TAMBÉM ESTA.

O professor poderá, apos Uma aula Sobre este tema Tão rico de Possibilidades, AOS SEUS Alunos Solicitar uma Busca por materiais Que contenham expressões that were Muito utilizadas em épocas Anteriores e that today estao em desuso OU, AINDA, expressões that São Usadas com sentidos Diferentes de Tempos Passados.

Como fonte Para tal Trabalho, OS Alunos poderiam buscar such INFORMAÇÕES na Família (Ação that ajudaria na Comunicação between Os Mais Velhos e Os Mais Jovens), na Comunidade em Que estao inseridos (aumentando a Participação dos Jovens nenhum lugar em Que Vivem), Entre Que amigos moram em Otras regions (diminuindo a distância Entre enguias) e Arquivos Até EM encontrados na internet (utilização Consciente da Tecnologia).

Abaixo, há algumas gírias that Usadas Eram tempos em Diferentes dos Atuais, extraídas do Blog “Eita vidinha mansa”:

Mariquinha: Meninos Que Só andavam com como meninas.

Mauricinho: Menino Muito arrumadinho Pela mãe.

Periquito: Homem when entrava no Exército.

Cida Batalhão: Mulheres that esperavam OS “periquitos” no Portão do Exército.

Muvuco: População.

Fonte: http://www.planetaeducacao.com.br/

 

Comments

comments

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.